06/12/2018 08:32 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

Governador eleito anuncia que vai vender os dois aviões oficiais do governo de SC Estado diz que aeronaves podem valer cerca de R$ 2 milhões. Data da venda não foi confirmada.

Carajá (PT-RFT) é uma das aeronaves oficiais do governo de SC — Foto: Secretaria Executiva da Casa Militar/Divulgação

O governador eleito Carlos Moisés (PSL) anunciou na terça-feira (4) que irá vender os dois aviões oficiais do estado em 2019. O valor avaliado das aeronaves é de cerca de R$ 2 milhões. A data de venda não foi divulgada, mas é estimada pela equipe de transição para o primeiro semestre.

A justificativa para a comercialização é "não ser coerente a manutenção de toda uma estrutura aérea para subsidiar deslocamentos esporádicos exigidos pelo exercício da função", informou a equipe de transição.

Conforme informações da Coordenadoria de Transporte Aéreo, setor da Secretaria Executiva da Casa Militar, o bimotor Citation (PP-ESC) foi fabricado em 1989 e tem nove lugares. Já o Carajá (PT-RFT) é de 1983 e tem sete lugares.

Os aviões ficam estacionados em hangar do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis. Na terça, o Governo do Estado e a concessionária do Aeroporto Hercílio Luz, a Floripa Airport, firmaram um acordo para isentar taxas de pouso e decolagens de aeronaves oficiais do estado.

Passagens aéreas e aluguel de aviões

O governador ainda afirma que fará os deslocamentos necessários utilizando "prioritariamente voos comerciais". A equipe de transição de governo disse que ainda não há estimativa do custo do estado com passagens, porque isso depende da agenda do próximo ano.

"Além da economia dos recursos públicos, a aquisição de passagens em voos comerciais movimenta a economia aérea e também favorece o desenvolvimento do Aeroporto Hercílio Luz".

O governo do estado também afirma que em casos de necessidade, o governador eleito poderá recorrer a locações temporárias de aeronaves.

Citation (PP-ESC) também deve ser colocado à venda — Foto: Secretaria Executiva da Casa Militar/Divulgação

Veja fotos da matéria

Fonte: G1 SC

Mais notícias