30/01/2019 14:10 (atualizado em 30/01/2019 16:57)

Profissional da saúde de Descanso alerta para a importância dos exercícios físicos Algumas pesquisas revelam que a prática de exercícios eleva o nível de alguns neurotransmissores no cérebro, responsáveis pelo nosso humor.

OUVIR ÁUDIO DA MATÉRIA
Entrevista com a fisioterapeuta do Posto de Saúde de Descanso, Viviane Missio.

Foto: Internet

Em conversa com os ouvintes percebemos que várias são as pessoas que não realizam ou praticam nenhum tipo de exercício físico para a saúde. Algumas pesquisas revelam que a prática de exercícios eleva o nível de alguns neurotransmissores no cérebro, responsáveis pelo nosso humor. A prática regular de atividade física traz bem-estar físico e mental, além de contribuir para o bom funcionamento do coração, da circulação sanguínea, da respiração e até dos hormônios.

Foto: Ricardo Orso / Rádio Progresso 

De acordo com a fisioterapeuta do posto de saúde de Descanso, Viviane Missio, grande parte da população é sedentária, ou seja, que não praticam nenhum tipo de atividade física. “O estilo de vida das pessoas hoje em dia, essa correria da vida diária, com muito trabalho, família, a mecanização das atividades, o uso da tecnologia que trouxe sim benefícios, mas tudo isso deixou a população muito sedentária. Todos esses fatores levam as pessoas a se movimentaram menos no dia a dia, e, além disso, alegam não ter tempo de realizar atividade física, deixando a atividade física no final da lista de preocupações, mas é preciso repesar essas prioridades”.

Viviane destaca que a pratica regular de exercícios físicos trás benefícios para todo o corpo, além disso, a pratica regular de exercícios melhora a flexibilidade dos músculos. “Os exercícios fortalece a nossa imunidade, auxilia na perda de peso, associado com uma alimentação saudável e ajuda no controle da pressão arterial, diabetes e colesterol. Melhora a circulação sanguínea. E esses fatores ajudam na prevenção de mortes causadas por essas doenças, com as doenças do coração (infarto, por exemplo), e outras doenças como acidente vascular encefálico, popularmente conhecido como derrame”.

 A profissional da saúde de Descanso, explica que antigamente se falava muito de que quando a pessoa apresentava essas dores na coluna o melhor seria o repouso. O exercício, alongamento fortalecimento é que vai deixar as costas mais fortes, evitando que o problema que está instalado piore. “Então permanecer muito tempo senado no trabalho, ou de pé, por exemplo, vão gerar dores essas dores nas costas. O que gera essas dores é a falta de movimento o permanecer nessas posturas por muito tempo. Por exemplo, os pacientes devem realizar uma caminhada, alongamento que a gente ensina nas sessões de fisioterapia para fazer em casa. Raras exceções é contra indicado a pratica de exercício. Talvez uma atividade seja contra indicada mas terão outras que o paciente poderá fazer”.

Veja fotos da matéria

Fonte: Rádio Progresso

Mais notícias