21/07/2019 10:54 (atualizado em 31/12/1969 21:00)

Se STF mantiver decisão de Toffoli, vai enfraquecer o Brasil, diz presidente do TRF4 Desembargador catarinense Victor Laus falou ainda sobre mensagens atribuídas a Moro e sobre a prisão do ex-presidente Lula.

Presidente do TRF4, catarinense Victor Laus concedeu entrevista em seu gabinete(Foto: Robinson Estrásulas / Agência RBS)

Recém empossado presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), o desembargador catarinense Victor Laus, 56 anos, não mede esforços para elogiar e defender o ex-juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Para Laus, o conteúdo das mensagens atribuídas a Moro e a procuradores da República precisa ser "contextualizado" e revelam apenas o "dia a dia da operação", não merecendo investigação por se tratar de prova obtida ilegalmente.

Em entrevista em seu amplo gabinete no TRF4, Corte que julga os recursos de primeira instância da operação Lava-Jato, Laus trocou a seriedade e a contenção que marcam o tom de seus votos no tribunal por bom humor e leveza, mesmo diante de assuntos espinhosos envolvendo o Judiciário.

Quando questionado sobre a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, de suspender investigações que contenham dados compartilhados do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), Laus disse que a medida "enfraquece a postura do Brasil" e "dificulta" o combate ao crime.

À vontade para introduzir assuntos não provocados pelos jornalistas, Laus avaliou que o PT é maior que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e afirmou que os apoiadores do agora presidiário ainda não internalizaram a realidade.

Veja fotos da matéria

Fonte: DC

Mais notícias