AO VIVO
Fechar
© 2020 - Rádio Progresso Todos direitos reservados

Incidente em reservatório de dejetos causa poluição de rio, diz comandante da PMA de SMOeste

Everton Roncaglio, fala sobre o ocorrido.

Por Rádio Progresso
Postado em 09 de janeiro de 2020 às 11:16.37
Ouça:
Áudio na íntegra do comandante do 2° Pelotão de Polícia Militar Ambiental de São Miguel do Oeste, capitão Everton Roncaglio.

O abastecimento de água nos municípios de Belmonte e Descanso está suspenso devido a contaminação por dejetos de animais no Rio Famoso, que abastece a Estação de Tratamento. De acordo com a Casan, o tratamento só vai reiniciar quando a água estiver própria para consumo humano, por conta disso não há previsão de retorno.

A Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) de Descanso divulgou uma nota no final da tarde desta quarta-feira (8), esclarecendo a falta de água nos municípios de Descanso, Belmonte e Linha Campinas.

Confira a Nota na Íntegra:

“O abastecimento de água nos municípios de Belmonte, Descanso e Linha Campinas está suspenso devido a contaminação por dejetos de animais na unidade de captação de água. O tratamento só vai reiniciar quando a água estiver própria para consumo humano. Não há previsão de retorno”.

Desde terça-feira (7) a Casan estava realizando manutenção em equipamentos na unidade de captação, quando do término dos trabalhos foram surpreendidos com a grande quantidade de dejetos de origem animal nas águas do rio, impossibilitando a captação. O abastecimento só será restabelecido quando a água estiver limpa e própria para consumo.

Posicionamento da Polícia Militar Ambiental de São Miguel do Oeste

Em contato o comandante do 2° Pelotão de Polícia Militar Ambiental de São Miguel do Oeste, capitão Everton Roncaglio, ele destaca que o ocorrido foi acidental.

Conforme Roncaglio, uma propriedade rural no município de Descanso, que trabalha com a produção de leite com grande quantidade de animais, tem um sistema de tratamento desses efluentes. Ele comentou que a Polícia Militar Ambiental já identificou a propriedade rural e coletou informações, a fim de verificar a irregularidade ambiental da propriedade, licenciamento ambiental e licenciamento da atividade.

De acordo com Everton, aconteceu um acidente havendo uma perfuração no reservatório e acabou atingindo parte do curso hídrico que passa nas proximidades da propriedade.

Fonte: Ricardo Orso / Rádio Progresso
Fotos: