AO VIVO
Fechar
© 2022 - Rádio Tunaporã Todos direitos reservados

Santa Helena participa de ato por campus da UFFS no Extremo Oeste

Audiência Pública foi realizada em São Miguel do Oeste e contou com adesão de toda região da AMEOSC.

Por Rádio Tunaporã
Postado em 30 de junho de 2022 às 09:16.11

Na última segunda-feira (27) foi realizada na Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste, uma Audiência Pública da Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados sobre a instalação de um Campus da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) no Extremo Oeste Catarinense.

O evento contou com a participação direta da AMEOSC (Associação dos Municípios do Extremo Oeste de Santa Catarina), envolveu as Secretarias de Educação, várias entidades e Movimentos Sociais. A Audiência foi coordenada pelo deputado federal Pedro Uczai e contou com a participação do reitor da UFFS, Marcelo Recktenvald, entre outras autoridades.

Em seus pronunciamentos, autoridades da mesa de honra e representantes da plenária, enfatizaram a necessidade de uma Universidade Pública para o Extremo Oeste. Em seu pronunciamento, o Reitor disse que o movimento pró universidade é legítimo e que, para concretizar esse sonho, é necessário envolver todas os atores da sociedade. Ele destacou que a articulação precisa ser, desde a base, até o MEC (Ministério da Educação). Por fim, disse que ele mesmo está se somando a essa luta e que a região pode contar com a sua articulação para avançar no projeto pró-UFFS no Extremo.

O município de Santa Helena marcou presença com uma comitiva de estudantes liderados pela Secretária de Educação Lais Telöken. Ela afirma que ter um Campus da UFFS é uma honra para a região. “Nossa região já fez muito pelo Estado e pelo País, ‘exportando’ pessoas e capital intelectual, agora isso precisa ficar aqui, porque nós precisamos dessas pessoas para desenvolver a nossa região”, afirmou Lais.

A Presidente do Grêmio Estudantil da Escola de Educação Básica Santa Helena, Raquel Brugneroto, disse que o sentimento é o de extrema gratidão e esperança. Para ela, o dia 27 de junho de 2022 representa um passo a mais que foi dado em prol da educação gratuita e de qualidade para todos que querem estudar, não só da região extremo oeste. “Sabemos o quão benéfica essa decisão é e será a todas as gerações que sonham em estudar e ter uma graduação. Temos consciência de que essa oportunidade alavancará não só a economia, mas também o desenvolvimento e consequentemente a qualidade de vida de todos da nossa região. Afinal, é agora: ‘A UFFS é nossa!’”, afirmou a estudante.

Quem fez questão de participar quando soube da audiência pública foi Aline Nunes. Ela avalia que uma Universidade Pública é “mais do que necessária para a região”. Na opinião dela, a presença da UFFS no Extremo Oeste representa um sonho e a esperança da juventude. “A realidade de muitos jovens não permite um estudo em outros centros urbanos, pois se manter na cidade custa muito e isso interrompeu o sonho de muitos”, afirma Aline. Ela acredita que a Universidade fará com que os estudantes levarão ainda mais a sério o ensino médio, pois passam a vislumbrar boas perspectivas. “Conhecimento nunca é demais. Isso vai ficar pra nós e é a única coisa que pode nos livrar da miséria e da pobreza, além de fazer com que a gente tenha mais condições de tomar melhores decisões na vida”, finaliza.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Fotos: